Dia de São Martinho

O Dia de São Martinho é comemorado em 11 de novembro, dia que São Martinho foi enterrado na cidade francesa de Tours, a sua terra natal. Martinho de Tours foi um militar, monge, bispo e santo católico, falecido em 397. São Martinho foi um dos principais religiosos a espalhar a fé cristã na Gália (a atual França) e tornou-se um dos santos mais populares da Europa. São Martinho é padroeiro dos mendigos, alfaiates, peleteiros, soldados, cavaleiros e produtores de vinho.

Diz a lenda que um soldado romano chamado Martinho, estava voltando para sua casa, durante uma noite muito fria, e encontrou um mendigo que lhe pediu ajuda. Martinho tirou seu manto, que o protegia do frio, cortou-a ao meio com sua espada e deu uma metade ao mendigo. Naquela mesma noite, Cristo teria aparecido a Martinho em sonho, trajando a metade do manto. Desde então, São Martinho foi venerado como a personificação da virtude cristã de amor ao próximo.

A tradição portuguesa conta ainda que no momento que Martinho deu metade de sua capa ao mendigo, as nuvens negras desapareceram e o sol surgiu. O bom tempo prolongou-se por três dias. O milagre ficou conhecido como “o verão de São Martinho”. Desde então, por altura de novembro, o ríspido tempo de outono vai embora e o sol ilumina-se no céu, como aconteceu quando o cavaleiro ofereceu o manto ao mendigo.

Em Portugal, “no Dia de São Martinho, pão, castanhas e vinho!”, assim reza o provérbio popular. A tradição manda que, nesse dia, façam-se magustos, festas onde se assam castanhas, vez que essa época do ano é marcada pela colheita da castanha.

Mas nem só de castanhas se faz a tradição do São Martinho, Em um magusto tradicional, deve acender-se uma fogueira e, no caso dos adultos, beber jeropiga e o vinho novo, produzido com a colheita do verão anterior.

O dia de São Martinho é festejado um pouco por toda a Europa, mas as celebrações variam de país para país. Na França e na Itália, como em Portugal, comem-se castanhas assadas. Já na Espanha, faz-se a matança de um porco.

Na Alemanha, o dia de São Martinho, St. Martin, é muito tradicional e as crianças aguardam ansiosas pela procissão das lanternas. Antigamente fogueiras eram acessam, mas hoje isso pouco acontece. A simbologia das lanternas é de trazer a luz para a escuridão, de ajudar quem precisa, assim como fez São Martinho.

O Dia de São Martinho, no fundo, comemora a proximidade da época natalícia e marca, na verdade, o início do período de introspecção para o advento. Mais uma vez, a sabedoria popular é esclarecedora: “dos Santos até ao Natal, é um saltinho de pardal!

Venham comemorar conosco o magusto nas nossas comunidades:

04.11 às 19h, Magusto de St. Martinho em Neuss, na Sala Paroquial de St. Quirinus;

18.11 às 17h30, Magusto de St. Martinho em Euskirchen, na Sala Paroquial de Euskirchen;

19.11 às 18h, Magusto de St. Martinho em Burscheid, na Sala Paroquial de Burscheid;